BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH . FUNDADO EM 2004

BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH . FUNDADO EM 2004
BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH FUNDADO EM NOVEMBRO DE 2004.10 ANOS DE FOLIA VIRTUAL LEVANDO O SAMBA DE BH ATÉ DENTRO DA CASA DOS SAMBISTAS. AQUI PEDIMOS PASSAGEM, A PRESERVAÇÃO DA NOSSA HISTÓRIA

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A 3 dias do Carnaval Presidente de Bloco Caricato cobra verba da Prefeitura de BH na Rádio Itatiaia . Verba era prometida para o dia 10 de fevereiro segundo Presidente.


Segue audio vinculado pela Rádio Itátiaia em 21/02/2017

Segundo Jairo presidente do Bloco Caricato Por Acaso o presidente da Belotur assinou uma ata se comprometendo a estar com o dinheiro das agremiações depositado até o dia 10/02/2017. A 3 dias do inicio do carnaval a espectátiva das agremiações não é boa. Jairo também reclama da falta de comunicação entre a Belotur e as agremiações segundo Jairo a Belotur não responde e-mails e nem oficios. Jairo também reclama que a Belotur não divulga os desfiles dos Blocos Caricatos e Escolas de Samba divulgando apenas o carnaval de rua da cidade, deixando as agremiações sem informação e o publico que acompanha os desfiles na mesma situação.

AUDIO ABAIXO.

Read more »

ÚTILIDADE PÚBLICA: O site Carnaval BH comunica as agremiações que a Prefeitura de BH acaba de publicar os extratos de pagamento no DOM.


Depois de muita espera e muita falta de informação , a prefeitura de Belo Horizonte, publicou em 27-02-2017 os extratos de pagamento para as agremiações carnavalescas de BH no DOM ( Diário Oficial do Municipio )

Faltando 6 dias para o inicio dos desfiles, as escolas de samba e blocos caricatos lutam contam o tempo para tentar fazer um grande espetáculo que já está prejudicado pelo atraso e pela falta de divulgação por parte do poder publico.

Read more »

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Agremiações a espera de um milagre em BH.

Foto - Arquibancadas Lotadas ( arquivo Site Carnaval BH ) 


A exatamente 7 dias do carnaval, as escolas de samba de Belo Horizonte e os Blocos Caricatos da cidade estão sem  nem uma luz sobre a entrega da verba do carnaval que será repassado pela BELOTUR.  Fato é que segundo os presidentes das escolas de samba a afirmativa é que a verba sai porem, não passam nada de concreto para as agremiações.

Em entrevista ao Jornal o Tempo em ( 17/02/2017 ) o presidente da Belotur “Malab “ afirmou que existem 200 mil reais para as escolas de samba e 225 para os blocos caricatos ( lembrando que os 200 mil serão divididos entre todas as escolas participantes dos desfiles e os 225 mil entre os 10 blocos caricatos.   

A beira de um colapso as agremiações clamam uma posição da prefeitura, que alem de não estar divulgando o evento nem mesmo no APLICATIVO OFICIAL DO CARNAVAL ( Quem baixar o aplicativo vera que as colunas escolas de samba e blocos caricatos não estão atualizados estão em Branco  sem nem uma informação nem mesmo de ensaio das instituições.  Um descaso total as comunidades envolvidas , e a seus representantes.

Vale lembrar que todas as instituições já estão trabalhando e que não dependem apenas da verba da prefeitura que mau da para fazer 30% de um desfile, porem é um dinheiro que é colocado no orçamento das agremiações e que a falta dele prejudica totalmente a logística destas instituições.
Caberia a prefeitura de BH ter avisado com antecedência o atraso do repasse ou a data concreta do mesmo para não prejudicar o andamento dos trabalhos, bem como comunicar com antecedência caso não fosse a intenção da mesma de realizar os desfiles ( O que não é o caso até então )

Muito se cobra do crescimento no carnaval da AV Afonso Pena, mas como crescer um produto em que a credibilidade é colocada a prova pelo maior parceiro do evento que é o poder publico ?
Querem um publico maior ( sendo que as poucas arquibancadas colocadas ficam lotadas ) porem não divulgam o evento . querem uma plástica melhor das agremiações, mas não dão base de trabalho e logística as instituições .  Querem que as escolas estejam em dia com suas obrigações fiscais e impostos para fazer a inscrição para o evento , mas são incapazes de frequentar as agremiações durante o ano e ver o trabalho feito nas comunidades.

Uma total falta de respeito do poder publico que não faz favor algum em divulgar e incentivar a cultura do carnaval e para quem acha que escola de samba é coisa do Rio de janeiro e São Paulo, é bom saber que Japão, Argentina, Inglaterra, Suécia, Porto Rico dentre outros países tem belas escolas de samba, bem como centenas de cidade no Brasil, o que prova que isto não é apenas uma cultura carioca e sim uma cultura Brasileira que se espalhou ao mundo e que apenas aqui em BH, que já foi responsável pelo segundo melhor desfile de carnaval do Brasil, a cultura é tratada de forma marginal, fazendo lembrar o inicio dos anos 20 quando o sambista era preso e agredido pela policia.
Uma posição preconceituosa e fora de contexto cultural , turístico  e social, pois se existe uma minoria que seja que apoia os desfiles e luta por eles, esta dita minoria deve ser respeitada.

A ultima vez em que um seminário foi feito com as agremiações de BH pelo poder publico com em 2006 quando a Belotur trouxe belos personagens do carnaval do rio para se discutir quesitos e o crescimento das instituições de lá pra cá mais nem uma tentativa cultural e intelectual de incentivo as agremiações ( não estamos falando em verba e sim em aprendizado ) estamos falando da missão de incentivo  de um produto que sim pode se tornar turístico como aconteceu mundo a fora ( e não apenas no Rio de Janeiro )


Fica aqui a indignação do Site Carnaval BH pela situação atual e pelo desespero que estamos acompanhando no rosto de nossos presidentes. Fica nossa estima a Belotur no qual confiamos e sabemos que lá existem funcionários de extrema competência, porem poderia ter uma comunicação melhor em relação ao que se diz respeito aos atos que envolvem as agremiações avisando com antecedência de fatos como estes. 

Read more »

Bloco Pé de Chinelo animou a manhã do Centro Cultural Padre Eustáquio.


Tocando marchinhas e relembrando os antigos carnavais , o Bloco Pé de Chinelo levou muita alegria na manhã de Domingo no Centro Cultural Padre Eustáquio. A Animação tomou conta de todos os integrantes do Bloco que se divertiram e abriram as atrações de domingo na região. 




Read more »

Com direito a encontro de Blocos,show e homenagens, o bloco Unidos pela Cerveja ganhou as ruas do Padre Eustáquio neste fim de semana.


Um bloco que nasceu a 25 dias e que já conquistou o seu lugar ao sol. O Unidos Pela Cerveja saiu as ruas do bairro Padre Eustáquio na tarde de domingo ( 19 ) 

Com direito a shows e homenagens , o bloco resgatou o espirito folião de seus componentes tendo festa para todos os gostos. A festa começou no centro Cultural Padre Eustáquio com show de Adão Luxuria e Banda, sucessos do axé , pagode e marchinhas carnavalescas foram cantadas ao lado da bateria do bloco. Em um momento de emoção o bloco prestou uma homenagem a imprensa carnavalesca através das figuras de Leonardo Angelo " Itatiaia "e Wanderley Gomes "Tv Vitrine " que cobrem e apoiam o carnaval de BH desde a época em que o mesmo era situado na VIA 240 no bairro Arão Reis. 

A rainha do Bloco Laiz Inêz mostrou samba no pé durante o cortejo, com sorriso no rosto tirou fotos com os foliões , brincou e disse no pé a que veio o mais novo bloco da cidade. 

O Bloco saiu em cortejo por volta das 16:30 indo para um encontro com o Bloco " Vou Ali e volto" que recebeu o Unidos pela Cerveja com muito carinho e atenção, Os dois bloco tocaram juntos até o fim da tarde de domingo arrastando a multidão que tomava a praça proximo ao aeroporto Carlos Prates.




























Read more »

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Conheça a ordem de desfiles das escolas de samba de BH para 2017


Com apenas quatro escolas de samba em 2017 depois de um pessimo planejamento carnavalesco do poder publico e pouca inforção sobre os desfiles. As quatro escolas de samba que irão desfilar em 2017 em BH sortearam hoje na sede da Belotur a ordem de desfiles.

1 - GRES. ESTRELA DO VALE

2- GRES. IMPERAVI DE OUROS

3- GRES. ACADÊMICOS DE VENDA NOVA

4- GRES. CIDADE JARDIM.

Read more »

Conheça a nova ordem de desfiles dos Blocos Caricatos para 2017.


Depois de muita polemica um novo sorteio foi feito na tarde de hoje na Belotur " Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte S/A"  A nova ordem ficou da seguinte maneira.

1 Unidos da Zona Norte

2- Por Acaso

3- Bacharéis do Samba

4- Inocentes de Santa Tereza

5 - Vila Estrela

6- Mulatos

7 - Estivadores do Havai

8- Infiltrados

9- Corsários do Samba

10- Invasores do Santo Antônio

Read more »

Polemica: Prefeitura de BH se defende contra acusação de estar financiando bloco carioca na cidade com verba publica.

Junto ao crescimento da folia, o Carnaval de Belo Horizonte também tem acumulado polêmicas. A mais recente delas, sobre patrocínios e blocos de fora do Estado, causou debates acalorados nas redes sociais. Em um post que viralizou no Facebook nessa quarta-feira (15), o percussionista Zeca Magrão afirmou que o Monobloco iria receber R$ 250 mil da Ambev, com apoio de recursos da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), para desfilar no Carnaval.
A informação gerou críticas de vários foliões, questionando o suposto uso de dinheiro público para financiar o bloco carioca, em detrimento de músicos locais. “Com tantos blocos e músicos bons em nossa capital, a Ambev, com apoio da Prefeitura, prefere contratar o Monobloco e desembolsar nada mais nada menos do que R$ 250 mil. Não tenho nada contra o bloco do Rio de Janeiro, mas aqui nós temos músicos tão competentes quanto”, disse no Facebook o percussionista.
Por telefone, Zeca completou: “A Ambev deve lucrar mais de R$ 3 milhões na cidade e decidiu investir no Monobloco. Enquanto isso, a Prefeitura destinou só R$ 300 mil aos artistas locais. É quase nada. E a Prefeitura está divulgando esse evento, facilitando esse tipo de atitude, que só fortalece blocos de fora”, argumenta Zeca.
Procurado pelo Magazine, Maurício Landi, gerente de marketing da Ambev em Minas Gerais, diz que “é impossível dimensionar o lucro da Ambev durante o Carnaval” de Belo Horizonte, mas explica que a empresa investiu em outros blocos além do carioca. “Nós somos o patrocinador nacional do Monobloco e vimos uma chance grande em BH. Hoje, nós patrocinamos também Baianas Ozadas, bloco O Leão da Lagoinha e U’Bloco, do Necup. Só nesses primeiros dois meses, ajudamos mais de 20 eventos, como o Trio Chacoalha, que acontece neste sábado, também com nosso patrocínio, numa festa gratuita ao público”, diz Landi, sem revelar os valores de patrocínio oferecidos pela Ambev.
O percussionista Celso Alvim, maestro do Monobloco, também confirmou que o bloco carioca recebeu apoio financeiro da Ambev apenas para o desfile, marcado para a terça-feira de Carnaval (28), no entorno do Mineirão, mas sem apoio de verba pública. Além disso, o músico ressaltou que o Monobloco realizou com investimentos próprios as oficinas percussivas que aconteceram na capital mineira a partir de maio do ano passado, sempre às quintas-feiras, no Barracão do Queixinho, no Carlos Prates.
“O Monobloco vem investindo recursos próprios nesses encontros, bancando a vinda dos batuqueiros que dão aulas nas oficinas toda semana. Quanto ao desfile da terça-feira de Carnaval, a gente teve uma cota de apoio da Ambev, mas é uma cota que não cobriu todos os gastos, o resto vamos pagar. E não teve nenhum tipo de verba da Prefeitura nisso. O único apoio da Belotur é o que todos os blocos recebem no dia do desfile, como banheiros químicos e logística do evento”, diz Alvim.
O presidente da Belotur, Aluizer Malab, reforçou as falas da Ambev e do Monobloco, dizendo que o grupo não recebeu dinheiro público para qualquer fim. Malab pontuou que os blocos e as escolas da cidade tiveram incentivos financeiros por meio de editais abertos pela Belotur, no fim de janeiro.
“Entendendo o crescimento do Carnaval, fizemos os editais para contemplar artistas locais. O Monobloco nem neste edital entrou. Eles têm patrocínio da apoiadora deles, a Ambev, que também os patrocina em outros eventos no Rio e em São Paulo, é algo normal, não contam com nada de dinheiro público”, disse.

O presidente da Belotur ainda ressaltou os investimentos nos artistas locais. “Para o Carnaval da cidade, tivemos, por meio de edital, R$ 7.000 para artistas regionais, R$ 3.000 para artistas locais, além de um edital para os três palcos oficiais da Prefeitura, na Guaicurus, na praça da Estação e na avenida Brasil. Por fim, o edital de sonorização, para melhorar o som dos blocos maiores, teve R$ 300 mil distribuídos de acordo com critérios de porte e pontuação. Além de mais R$ 200 mil para as escolas de samba e R$ 225 mil para blocos caricatos”, informou Malab.

FONTE:Matéria /Imagem . http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/magazine/pbh-n%C3%A3o-bancar%C3%A1-monobloco-1.1436759

Read more »

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Carnaval em BH deve injetar R$ 335 milhões no comércio da cidade A estimativa é feita pela Belotur que espera a presença de 2,4 milhões de foliões durante os dias de folia capital

O Bloco Então, Brilha reuniu mais de 40 mi pessoas no desfile do ano passado pelas ruas do baixo Centro de BH (foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)

A nova realidade carnavalesca de Belo Horizonte deve render à capital receita turística em torno de R$ 335 milhões. A estimativa é da prefeitura que espera que cerca de 2,4 milhões de foliões curtam a festa de momo na cidade. Sendo que 500 mil devem ser o público de fora. Para isso estão sendo investido R$ 1,7 milhão a mais que em 2016, quando foi feito o aporte de R$ 3,3 bilhões. Esse montante de R$ 5 milhões é a soma dos recursos da iniciativa privada e do setor público. 

Levantamento feito pela Fecomércio, em parceria com a Belotur e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel) mostra que 73,8% dos comerciantes estão com expectativa de que o movimento este ano será maior que o observado em 2016, por exemplo. 

A rede hoteleira da cidade também está com sorriso estampado. Isso porque a taxa média de ocupação para o período é de 40% de ocupação. Mas os estabelecimentos que estão mais próximos ao Centro da cidade, ou que ficam na rota dos blocos tem atingido até 70% de reservas. 

A mudança de postura em relação ao carnaval em BH é refletida também pela fala do presidente da Belotur, Aluizer Malab, que acredita que a capital pode se tornar, de vez, referência em bom caarnaval. “Todos os esforços estão sendo feitos para garantir conforto aos foliões em termos de investimentos em estrutura, o que gera confiança e credibilidade no mercado. Esperamos consolidar a nossa cidade como rota carnavalesca no Brasil com a nossa criatividade e diversidade. Afinal, temos que aproveitar o grande potencial turístico que temos e dar mais visibilidade aos nossos atrativos”, afirmou. 

Cerca de 350 blocos cadastrados e um total de 416 desfiles para todos os gostos agitam BH entre os dias 11 de fevereiro e 1º de março. Os blocos Caricatos desfilam no dia 27 e as escolas de samba no dia 28, ambos na Avenida Afonso Pena. 

Nos dias do carnaval, três palcos fixos ficarão em pontos estratégicos. Além dos já tradicionais na Praça da Estação e na Avenida Brasil, a novidade é o palco da Rua Guaicurus, no Centro, que será montado entre as ruas São Paulo e Curitiba. 

A Prefeitura de Belo Horizonte vai disponibilizar 10 mil diárias de banheiros químicos, 3 mil a mais do que as 7 mil de 2016. O metrô de Belo Horizonte vai funcionar todos os dias da folia até as 2h para embarques apenas na Estação Central e desembarque em qualquer estação. A BHTrans vai reforçar o atendimento das linhas de ônibus. Serão 4 mil servidores da PBH mobilizados para o evento.

FONTE/CRÉDITOS : 
http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2017/02/15/internas_economia,847743/carnaval-em-bh-deve-injetar-r-335-milhoes-no-comercio-da-cidade.shtml

Read more »

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Com menos 4 escolas de samba . BH, mantém desfiles na Av Afonso Pena.

Foto: Bem-Te-Vi 2016 - Acervo da Escola. 

O Descaso do poder publico com o seguimento escola de samba chegou a um ponto em que as escolas começam a deixar a pista de desfiles.

Logo após o fim do carnaval de 2016, reuniões foram marcadas entre as escolas e posteriormente com a Belotur. Fato é que das poucas reuniões realizadas pela Belotur em 2016 após o carnaval com as escolas nada se resolveu de concreto. Já em 2017 o regulamento dos desfiles só foi publicado no DOM ( Diário Oficial do Município ) em 08/02/2017 e até a presente data a verba ainda não foi disponibilizada, lembrando que a data de inscrição das escolas encerrou se  no dia 14/02/2017. Sem nem um planejamento as escolas amargam um processo de desestrutura quem vem atingindo diretamente as comunidades ligadas as instituições e em 2017 apenas 4 escolas de samba devem desfilar na Avenida Afonso Pena, são elas, Acadêmicos de Venda Nova, Cidade Jardim,Imperavi de Ouros e Estrela do Vale.

Segue a posição oficial dada por cada uma das escolas de samba. 

Em março de 2016 o então presidente da Força Real oficializou aos presidentes que deixaria o cargo da instituição por problemas pessoais em família e que com o fim de seu mandato esperava que outra pessoa assumisse a agremiação, o que não aconteceu e a escola esta parada mesmo com o enredo pronto.

A segunda baixa veio logo depois com a tradicional Bem-Te-Vi que mesmo tendo passado em 2016 por serias dificuldades ; segundo o presidente Luiz Carlos Novais , a escola não recebeu a verba de 2016 tendo ele mesmo que arcar com 100% das despesas da agremiação e que ainda hoje, continua  no aguardo da verba de 2016, impossibilitando a montagem da escola para 2017.

Já a Academia do samba Império da Nova Era que já há dois anos vem ensaiando uma volta ao carnaval da cidade, alega falta de estrutura e apoio do poder publico, para viabilizar o projeto .

E o caso mais recente a atual campeã do carnaval Canto da Alvorada , deixa os desfiles de 2017 em protesto pela forma em que o carnaval da cidade vem sendo conduzido pelo poder publico , sem respaldo as agremiações que desde 2004 seguram o carnaval da cidade.
     

Read more »

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Bomba no carnaval de BH. Escola Campeã do carnaval não desfila em 2017.


Após muita especulação a escola campeã do carnaval de 2016 não desfila este ano. Fundada em 1979 a Canto da Alvorada é uma das mais tradicionais escolas de samba de BH, e uma das maiores vitoriosas de todos os tempos. 
Inconformada com a maneira que o poder publico vem tratando as escolas de samba da capital, a Canto da Alvorada faz seu protesto em nome dos sambistas e das agremiações que enrolaram a bandeira nos ultimos anos. 
Esta já é a segunda baixa confirmada para o carnaval do grupo especial de BH em 2017, em maio de 2016 a Força Real declarou que não desfilaria apos a saida do entao presidente, situação em que ninguem assumiu a escola. 
SEGUE COMUNICADO OFICIAL DA CANTO DA ALVORADA : 

"Ao longo do ano de 2016 trabalhamos intensamente para tentarmos viabilizar o carnaval de 2017.
Foram reuniões, viagens, formalização de parcerias e etc.
A falta de reconhecimento pelo Poder Publico e pelas condições apresentadas NOS IMPEDE DE PARTICIPAR DO CARNAVAL BH 2017.
Essa decisão importante, será a nossa maneira de dizer que NÃO CONCORDAMOS E NEM ACEITAMOS.
A Bandeira da CANTO DA ALVORADA não será enrolada em 2017!
Ela estará descansando, para que em 2018 possamos nos fortalecer criando ações de sustentabilidade, sem depender da "VONTADE" do Poder Publico e de outros.
O carnaval é do povo e a CANTO DA ALVORADA é de todos que a AMAM REALMENTE, independente de qualquer situação!!!!
Agradeço aqueles que acreditaram e estiveram conosco até o presente momento!
Fiquem com Deus, e que venha 2018!"
Carlos Damasceno,
Presidente

Read more »

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Belotur lança Aplicativo do Carnaval de BH 2017


Para quem não quer perder nenhum segundo da folia do Carnaval de Belo Horizonte, o aplicativo Carnaval de BH 2017 Oficial cai como uma luva. Desenvolvido pela Belotur em parceria com a Prodabel, o app contém todas as informações de blocos e de serviços da cidade disponíveis durante as festividades. O download é gratuito e pode ser feito a partir de sábado (11/2), primeiro dia oficial do Carnaval de BH.
 
O aplicativo estará disponível em aparelhos com sistema em IOS ou Android. Por meio desta ferramenta, o folião poderá consultar a relação de blocos de rua, dos desfiles das Escolas de Samba e Blocos Caricatos e programação dos palcos oficiais na Praça da Estação, Avenida Brasil e Rua Guaicurus. Mais que isso: além da programação completa, o folião também conta com informações sobre bares, restaurantes, postos de saúde, pontos gratuitos de wifi, localização de banheiros químicos e telefones úteis como o da Guarda Municipal, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.
 
“A ferramenta é uma forma de democratizar o Carnaval , qualificar o turismo e levar ainda mais praticidade ao folião. É o carnaval materializado, acessível e na mão”, afirma Marah Costa, diretora de Economia Criativa da Belotur.
 
Dentro da ferramenta, o folião poderá acessar o link da BHTrans e verificar quais as ruas que estarão mais congestionadas, por exemplo, podendo assim escolher um melhor trajeto para chegar na folia. 
 
“O Aplicativo é ordenado por distância e data. Muito fácil e prático de consultar. Melhor ainda com o GPS ligado”, destaca o gerente de Desenvolvimento de Geo Tecnologia da Prodabel, Cristoferson Bueno.
 
O aplicativo foi desenvolvido usando um sistema oficial de mapas da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o chamado de PBHMap. “São informações oficiais atualizadas diariamente”, diz Bueno. Em função do volume de acesso, uma equipe inteira de servidores estarão de prontidão de maneira a agilizar o processo. Doze pessoas foram envolvidas diretamente e 25 indiretamente.

FONTE :

http://www.carnavaldebelohorizonte.com.br/noticias/belotur-lanca-aplicativo-do-carnaval-de-bh-2017/

Read more »

Monumentos de Belo Horizonte serão decorados durante o Carnaval



O prazo para inscrições do Projeto Decora BH vai até sexta-feira (10/2)
No espírito carnavalesco que toma conta de Belo Horizonte, monumentos da capital serão enfeitados com adereços elaborados com material reciclado. Batizado de ‘Decora BH’, o projeto da Belotur conta com curadoria do artista mineiro e carnavalesco Leo Piló, especialista em reaproveitamento e uso de materiais não convencionais em suas criações.
Os adereços serão confeccionados nas oficinas ministradas pelo próprio artista plástico nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro. Ao todo serão seis horas/aula (três horas de aula teórica e outras três de prática).
As inscrições para participar das oficinas são gratuitas (vagas limitadas) e devem ser feitas até sexta-feira (10) por meio deste link: https://goo.gl/forms/H7WZApqUQcf3AItv1.
O intuito, de acordo com a Diretora de Planejamento e Economia Criativa da Belotur, Marah Costa, é destacar os monumentos da cidade estimulando a proteção do patrimônio especialmente no período do Carnaval devido ao grande fluxo de pessoas. “Queremos despertar a atenção da população e dos visitantes para a presença e relevância dos monumentos no cenário de Belo Horizonte, promovendo um novo olhar e experiência urbana”.
Segundo o artista plástico os adereços serão produzidos a partir de resíduos sólidos urbanos para enfeitar as estátuas, bustos, esculturas das ruas e praças de nossa cidade. “A ideia é utilizar técnicas e métodos de redução, reciclagem e reutilização na confecção dos adereços preservando e ressaltando as características peculiares de cada monumento, surpreendendo, intrigando e encantando a todos”, explicou Leo Piló.
Intervenções semelhantes já ocorreram em cidades como Bruxelas na Bélgica, Campinas, São Paulo e Porto Alegre com resultados positivos para os objetivos almejados. Segundo Marah Costa, estimulando a interação do espectador perante os monumentos e seus significados, cria-se um sentimento de pertencimento da população com as obras que marcam a história e memória de Belo Horizonte.
O objetivo é que seja uma ação efêmera com impactos na proteção do patrimônio, sensibilização e conscientização sobre sustentabilidade e responsabilidade social, bem como a interação com o meio urbano por meio de atitudes renovadoras.

Oficinas
 
As oficinas serão compostas por 3 horas de aula teórica e 3 horas de aula prática que serão ministradas pelo artista plástico Leo Piló. Para participar da aula prática é obrigatório ter participado da aula teórica.
• Oficina inaugural (aula teórica): 13 de fevereiro
Local: Auditório Belotur – Rua da Bahia, 888, 2º andar – Centro
Horário: 18 às 21hs
• Oficina (aula prática) – 14 e 15 de fevereiro
Local: Ateliê Centro de Referência da Juventude – Rua Guaicurus, 50 – Centro (Praça da Estação)
Horários: Manhã (9 às 12hs), Tarde (14 às 17hs), Noite (18 às 21hs)
O participante no ato de inscrição poderá escolher o dia e horário que melhor o atenda.  As inscrições serão feitas pela Belotur, até sexta-feira dia 10, por meio de formulário on-line, e as confirmações serão feitas posteriormente por e-mail.


FONTE :

http://www.carnavaldebelohorizonte.com.br/noticias/monumentos-de-belo-horizonte-serao-decorados-durante-o-carnaval/

Read more »

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Bloco Unidos Pela Cerveja, se prepara para se apresentar dia 19 de Fevereiro no Centro Cultural Padre Eustáquio.


A estréia do Bloco Unidos Pela Cerveja, está a uma semana, e ocorrera no domingo dia 19 de fevereiro a partir do Meio Dia no Centro Cultural Padre Eustáquio, na Feira Coberta. O Bloco formado por amigos vem ensaiando timidamente e chamando a atenção dos moradores do bairro Dom Bosco.

Prestando uma homenagem aos comunicadores do carnaval, aqueles que cobrem o carnaval da cidade durante todo o ano, o bloco aplaude os que defendem esta cultura em BH , que é por muitas vezes menospresada pelo poder publico.

FOTOS NO LINK ABAIXO.

FOTOS DO ENSAIO DO UNIDOS PELA CERVEJA CLIQUE AQUI.







Read more »

Em ritmo de Carnaval Wanderley Gomes comemora aniversário.



Uma festa com direito a Serginho Beagá e muitas homenagens, O grande comunicador mineiro Wanderley Gomes, recebeu uma constelação de sambistas para pré carnaval nem um colocar defeito. 

Roda de samba com Ildeu e grupo, passistas, e show com o lançamento da musica oficial do Bloco Concentra mais não sai com Serginho Beagá. O Evento contou com a presença de Luiz Carlos Novais presidente da Imperavi de Ouros, Fernando Junqueira do Bloco Caricato Bachareis do Samba, do presidente e integrantes do Bloco Unidos Pela Cerveja, do grande fotografo e insentivador da cultura popular Valdez Maranhão, dentre tantos outros convidados. 

Wanderley recebeu os parabéns de seus amigos , bem como um troféu, uma medalha e um diploma em nome de todos os seus serviços prestados a comunicação mineira. 

PARABÉNS WANDERLEY GOMES SÃO OS VOTOS DO SITE CARNAVAL BH.  

ENTREVISTA COM SERGINHO BEAGÁ ( ABAIXO ) 



Read more »

Ao lado da dupla Antônio Carlos e Renato a Imperavi de Ouros apresentou seu samba hoje na Radio Itátiaia.


Com a presença de Antônio Carlos e Renato , os grandes homenageados da Imperavi de Ouros para 2017, a escola apresentou seu samba na rádio Itatiaia. Estavam presentes o presidente da escola Luiz Carlos Novais e o interprete oficial da agremiação Nonato do Samba.

Read more »

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Entrevista com Nonato do Samba. Interprete Oficial do Bloco Caricato Por Acaso.


Foto - Divulgação Nonato . 

Figura das mais conhecidas das noites de BH e no Samba Mineiro, Nonato por mais um ano defendera as cores verde e rosa do Bloco Caricato Por Acaso. Em entrevista ao Blog Carnaval BH , Nonato conclama a comunidade a fazer um grande desfile neste carnaval . 

VIDEO AQUI: 


Foto Divulgação Nonato.

Read more »

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Dudu Nobre faz samba da melhor Qualidade no Vila Estrela. Confira Entrevista e Video.


Prestigiando um evento da "CUFA" Dudu Nobre esteve presente no Bloco Caricato Acadêmicos da Vila Estrela , Dudu que como todo bom sambista chegou e foi logo recebido pela comunidade, cantou ao lado de Bira Favela e toda area musical do Vila Estrela, fez a festa de todos os presentes e deixou um gostinho de quero mais. 

Confira entrevista com Dudu Nobre 

Confira Samba do Dudu Nobre. 
















Read more »