BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH . FUNDADO EM 2004

BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH . FUNDADO EM 2004
BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH FUNDADO EM NOVEMBRO DE 2004.10 ANOS DE FOLIA VIRTUAL LEVANDO O SAMBA DE BH ATÉ DENTRO DA CASA DOS SAMBISTAS. AQUI PEDIMOS PASSAGEM, A PRESERVAÇÃO DA NOSSA HISTÓRIA

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Inclusão : Imperavi terá musa trans na avenida. Mellody Nunes prepara inovação e brilho.

Foto-Imagem : Divulgação Imperavi de Ouros. 

Ela é trans , ela é negra, e será musa da escola de samba Imperavi de Ouros em 2019.

Mellody Nunes é segundo a escola a primeira musa transsexual do carnaval de Belo Horizonte e mostrará todo o seu talento como destaque de chão da Imperavi de Ouros em 2019.

A informação , foi anunciada hoje nas redes sociais da agremiação que desfila pelo grupo principal do carnaval de Belo Horizonte.


Read more »

Ouça aqui o samba 2019 do Bloco Caricato Real Grandeza


Clique na Imagem para ampliar a letra oficial 

ÁUDIO ABAIXO 


Read more »

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

OUÇA O SAMBA OFICIAL DA ACADÊMICOS DE VENDA NOVA AQUI.


OUÇA AQUI: CLIQUE ABAIXO. 


Read more »

Ouça com exclusividade o samba 2019 da Cidade Jardim




Autores: Não Informado. 

NO CINEMA OOO. SEI QUE TODO MUNDO VIU A MULHER GATO, O TOM E JERRY O FRAJOLA, O PIU PIU, O TEMPO PASSOU E TRANSFORMOU A MAGIA, LADRÃO QUE CORVARDIA, É O GATUNO QUE ROUBOU MINHA ENERGIA. EU SOU UM NEGRO GATO EU SOU EU DOU MINHA PELE PRÁ FAZER O TAMBORIM, O SOM QUE CONTAGIA A BATERIA DA CIDADE JARDIM (2X) Ó DEUSA BATET, LÁ NO EGITO GATO É REI. CANTA FARAÓ QUE SETE VIDAS EU TE DEI, E NO TELHADO TE CRIEI PERSAS,GREGOS, VIKINGS , ROMANOS, PIRATA GATO PRETO PRA CRUZAR OS OCEANOS FASCINANDO CIVILIZAÇÕES PELA CIDADE, SIMBOLISMO DE FECUNDIDADE, O GATO NAO É MAL AGOURO BOTA A MÃO NESSE COURO QUE A GATA VAI SAMBAR, O SEU OLHAR BRILHA NO ESCURO ILUMINA, EU JURO QUE NÃO QUERO PARAR. NÓS GATOS JÁ NASCEMOS POBRES POREM JÁ NASCEMOS LIVRES, DONA XICA CÁ CÁ DIMIROU SÊ SÊ O BERRO O BERRO QUE O GATO DEU.

Read more »

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Gente do Carnaval: Ney Mourão atitude, superação e alegria de viver. Um guerreiro do carnaval de BH.

Foto: Arquivo Pessoal Ney Mourão . 

Um antigo samba de carnaval diz :

“Em cada samba um novo Amanhecer- Da poesia obra divinal -Tornou-se viva para ser imortal -Ao renascer... A nossa escola linda de viver -Mais uma vez vai conquistar você”

Sabe aquela pessoa que não tem como não amar, que merece todo o carinho do mundo e mesmo com todas as adversidades da vida , luta por seus sonho. Sim estamos falando de Ney Mourão, um folião raiz dos Blocos Caricatos da cidade, que hoje luta pelo carnaval da cidade através dos Blocos de Rua.
Um figura emblemática, que merece nosso carinho e aconchego e que o Blog Carnaval BH não poderia jamais deixar de aplaudir. Um homem que faz de cada dia um exemplo de superação de luta e que com um sorriso no rosto cativou a todos nós.

Ney Mourão é jornalista, poeta, formado em gestão de organizações sociais, educador, reikiano, cromoterapeuta, reflexologista podal (faz uma massagem relaxante e terapêutica nos pés). Sim, é um perfil completamente maluco, e não é raro as pessoas acharem que ele é meio doidinho, sim. Um apaixonado por pessoas, pelo coletivo, pelo social. Vive se metendo em projetos sociais – desde a causa animal até moradores em situação de rua; de formação de lideranças jovens a defesa dos direitos de pessoas com transtornos mentais.
Não é por acaso, portanto que ele acabou mergulhando, na vida, em uma de suas grandes paixões: o Carnaval. Ney é apaixonado, em BH, pelos Carnavais dos tempos áureos dos blocos caricatos sobre as carretas. Já arrastou sua sola de sapato na avenida em diversas escolas. Se perguntarem qual a sua preferida, seus olhos vão brilhar e é bem capaz dele saber citar todas, porque o coração é desses, de abraçar todo mundo. Por respeito à tradição e à velha guarda do samba, acha injusta a definição de que esse boom do Carnaval de rua atual define o “nascimento” do Carnaval na cidade ou mesmo o “renascimento”. “Pra mim, o Carnaval nunca morreu. Fala-se muito em Carnaval da resistência, mas uma das grandes resistências, quase sempre esquecida, é essa das escolas de samba e blocos tradicionais, que chegaram a ser literalmente expulsos do centro da cidade, e continuaram mantendo a esperança, a tradição, o espírito carnavalesco”, destaca ele.

Neste Carnaval dos novos blocos, Ney está desde os primeiros anos do seu nascimento, lá nas primeiras Praias da Estação. Já chegou, em um período de pré-Carnaval, a comparecer a 45 ensaios e a tocar seu tamborim (sua maior paixão!) em nada menos que 18 blocos, em um mesmo ano. Está sempre envolvido nas discussões sobre o Carnaval, junto a outras lideranças, ao Poder Público e à sociedade. É parceiro ativo de quem quer construir uma folia cidadã, responsável e que dialogue com a cidade. Ney Mourão é o idealizador do único bloco do Brasil cuja bateria é composta só de tamborins. A ideia veio justamente de resistência e afirmação, em um Carnaval que, hoje, tem a predominância do axé e dos ritmos afro e baianos, onde o tamborim não tem vez. O bloco Tamborins Tantãs, essa loucura rítmica sem precedentes, decidiu adotar a causa social da loucura, dos transtornos mentais e da saúde mental e vai desfilar no dia 16 de fevereiro, a partir das 18 horas, em frente ao Mercado Central.  

Ney Mourão, há dois anos e meio, teve o diagnóstico de um câncer bastante agressivo, e sempre afirma que a paixão pelo Carnaval, a vontade de pular, de sair nos blocos e nas escolas ajudou a salvar a sua vida e a buscar uma recuperação que causou espanto até mesmo nos médicos. Chegou a ir pra rua, nos ensaios, com hemorragia e remédios pra dor. Hoje, com o câncer ainda não totalmente curado, mas em fase de controle, ele enfrenta graves sequelas do tratamento. Teve um infarto durante a quimioterapia e lesões graves causada pela rádio. 

Dois anos e meio depois, ele descobriu que a radioterapia lhe causou uma necrose na cabeça do fêmur, de ambos os lados, e inicia, agora, mais uma jornada de tratamentos. Acham que isso vai impedir o moço de vivenciar o Carnaval? Que nada! Você vai vê-lo muito por aí, na cadeira de rodas, batucando e cantando. Com dor, com poucos movimentos nas pernas, nada derruba esse astral carnavalesco e essa paixão! 

Ney receba sempre o nosso carinho, pelo seu exemplo, atitude e respeito ao carnaval de Belo Horizonte, acreditamos que temos que valorizar em vida quem faz em vida , e você é uma destas pessoas, esta matéria é uma singela homenagem do Blog Carnaval BH, a sua história, a seu exemplo de superação, e a sua pessoa. 

BLOG CARNAVAL BH 
O CARNAVAL DA NOSSA BH 

Read more »

sábado, 26 de janeiro de 2019

Carnaval Solidário. Blocos de Rua e Escolas de Samba em solidariedade às vitimas de Brumadinho.


Solidariedade, preocupação e revolta, o carnaval é sim uma festa popular de alegria e uma cultura admirada em todo o mundo, mas quando se trata de solidariedade, somos todos cidadãos.
A tragédia de Brumadinho revelou mais uma vez, o lado solidário de Blocos de Rua e Escolas de Samba de Belo Horizonte que através de suas lideranças, estão divulgando locais de coleta de donativos para doação , ou recebendo diretamente os donativos que serão doados para as vítimas da tragédia de Brumadinho.

Bloco da Língua  - Estará Recolhendo doações em seu ensaio de Domingo a partir das 16h.

Os Blocos Bruta Flor, Truck do Desejo e Angola Janga estarão recolhendo Água Mineral, Alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoas em seu ensaio no Domingo (27). Os Blocos também convocam pessoas com Sangue do Tipo O Negativo para doação no Hemocentro de Belo Horizonte.

O Bloco Ordinárias arrecada donativos também neste domingo, na feira Coberta no Padre Eustáquio e os donativos podem ser entregues durante todo o dia no local.

O Bloco Asa de Banana , está destinando 10% das arrecadações de sua lojinha para ajudar as vitimas da tragédias e também convocou ensaio solidário.

O Bloco Tamborins Tantãs, também se manifestou divulgando contatos de pessoas que recebem doações e reiterou a importância da doação de Sangue no Hemominas BH.

Domingo, Bloco Vou ali e Volto irá recolher doações a partir das 10hrs na Praça Capela Nova, 122 - Minas Brasil (bar do vô)

Nos vários grupos de redes sociais a interação entre blocos de rua e escolas de samba também vem gerando divulgação de pontos de recolhimento.

Lideranças também tem se manifestados a todo momento.

O Radialista Leonardo Ângelo, da Rádio Itatiaia , conhecido por suas belas transmissões na avenida Afonso Pena no carnaval, está a todo tempo se manifestando e buscando donativos para doação as vítimas.   

Maria Elisa Moraes, diretora de carnaval da escola de samba Canto da Alvorada transformou seu perfil principal do Facebook em um mural com endereço de local de recolhimento de Doação pela OAB –MG, em outra postagem cobrou. “ E ai Zema?

O Presidente da Acadêmicos de Venda Nova , Francisco Gonçalves ( Kiko ) , compartilhou links de informações em sua página pessoal.

A Sambista Camila Carioca , que foi uma das responsáveis pela harmonia da escola de samba Estrela do Vale em 2018, do no Rio de Janeiro se manifestou Minhas orações e solidariedade aos mineiros e região de Brumadinho, Moeda, Betim e região Metropolitana.
Estas foram algumas das muitas manifestações em que entidades carnavalescas e pessoas ligadas a festa em Belo Horizonte, mostraram o lado mais bonito de quem faz da maior festa Brasileira.

Parabéns a todos é um orgulho servir a noticia carnavalesca à pessoas e entidades como as que temos.

BLOG CARNAVAL BH
O CARNAVAL DA NOSSA BH   












Read more »

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Conheça o áudio do samba 2019 do Bloco Caricato Por Acaso


Conheça aqui o áudio do Bloco Caricato Acadêmia do Samba Por Acaso para 2019. 

Ouça abaixo: 


Read more »

Concurso escolherá hit do Carnaval de BH; inscrições estão abertas e prêmios chegam a R$ 15 mil


Créditos: Anderson Rocha
arocha@hojeemdia.com.br

A 8ª edição do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas 2019 tem inscrições abertas até o dia 12 de fevereiro. Para a folia deste ano, a novidade é o lançamento da categoria 'Hit do Carnaval'. Ao todo, serão R$ 15 mil em premiações. 
O regulamento de inscrição pode ser lido aqui
Para participar, os interessados devem se inscrever exclusivamente pelo site do concurso, local onde deverá ser postado o link de acesso à marchinha no Soundcloud, juntamente com letra cifrada e nome(s) do(s) intérprete(s).
A avaliação do material será feita por júri de reconhecido mérito no meio musical, que avaliará a originalidade; letra; harmonia e melodia, além de, no dia da apresentação, a caracterização e a performance dos intérpretes no palco.
Para a categoria marchinhas, o prêmio para o 1º lugar é de R$ 5 mil; o 2º lugar, R$ 3 mil; e o 3º lugar receberá R$ 2 mil, além do Troféu Mestre Jonas. Na categoria Hit do Carnaval 2019, o prêmio será de R$ 5 mil para o primeiro lugar.
As 10 melhores marchinhas e as 3 melhores músicas concorrentes ao Hit do Carnaval irão para a grande final que acontecerá no dia 28 de fevereiro, no Baile de Marchinhas Mestre Jonas, no Mercado Distrital do Cruzeiro, a partir das 20h.
Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3284-0709.  

FONTE:
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/concurso-escolher%C3%A1-hit-do-carnaval-de-bh-inscri%C3%A7%C3%B5es-est%C3%A3o-abertas-e-pr%C3%AAmios-chegam-a-r-15-mil-1.687744

Read more »

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Conheça o regulamento das escolas de Samba para 2019


Foi publicado no DOM ( Diario Oficial do Municipio ) o regulamento de 2019 das escolas de samba,  entre as mudanças o aumento de verba para os mesmo sendo : 

Grupo Especial será destinada uma subvenção no valor máximo de R$100.000,00 (cem mil reais).

 Grupo de Acesso será destinada uma subvenção no valor máximo de 50.000,00 (cinquenta mil reais).

VEIA ABAIXO NO LINK O REGULAMENTO COMPLETO. 

Read more »

Conheça o regulamento dos Blocos Caricatos para 2019


Foi publicado no DOM ( Diario Oficial do Municipio ) o regulamento de 2019 dos Blocos caricatos, entre as mudanças o aumento de verba para os mesmo sendo : 

Grupo A: será destinada uma subvenção no valor máximo de R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais);

Grupo B : será destinada uma subvenção no valor máximo de R$ 31.000,00 (trinta e um mil reais);

VEIA ABAIXO NO LINK O REGULAMENTO COMPLETO. 



Read more »

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Baianas Ozadas homenageia o Olodum em 2019.

Imagem - Divulgação:Redes Sociais Baianas Ozadas. 


Foi um ti ti ti e deu o que falar... mas é real. O Bloco Baianas Ozadas, terá como tema em 2019 em seu cortejo por Belo Horizonte o Bloco Baiano Olodum !!!

O Bloco irá homenagear os 40 anos da banda Olodum Samba Reggae, e uma linda festa de lançamento do tema, esta sendo preparada pelo bloco mineiro.

O Baianas Ozadas promete se vestir de verde, amarelo, vermelho  e Preto para homenagear com muito amor, o Olodum. Lembrando que estas são as cores do Olodum.

Quer saber quando ?

RESPOSTA : Ná “A Frabria”, neste sábado no dia 26 de janeiro de 2019 a partir das 9 horas.

O desfile do Baianas Ozadas será na Segunda feira de Carnaval ( 4 de Março ) e a concentração será as 9h na Avenida Afonso Pena próximo a Igreja São José , e terminada na Praça da Estação. 

Read more »

Canto da Alvorada dá inicio aos seus ensaios no Campo Alegre e anuncia ensaio aberto na Praça da Associação.

Imagem - Divulgação - Canto da Alvorada 


O Gres Canto da Alvorada, convoca a com comunidade do bairro Campo Alegre e todos os seus seguimentos, para o primeiro ensaio de 2019 na Praça da Associação.
A verde e branco terá o inicio de seu ensaio as 17 horas do dia 27 de janeiro ( Domingo ) lembrando que o ensaio é aberto ao publico. A Canto da Alvorada tem como enredo em 2019 "Os cantos e encantos de um ser criança na Alvorada de um novo mundo " 

Endereço: Avenida General Osório Duque Estreda  S-n . Bairro Campo Alegre. Praça da Associação. 

Read more »

Guilherme Mocidade renova com Imperavi de Ouros, e carro de som aposta na juventude do Interprete.

Imagem - Divulgação : Imperavi de Ouros

O Gres. Imperavi de Ouros anunciou em suas redes sociais a renovação com o interprete , Guilherme Mocidade.

Guilherme Mocidade que tem  o início de seus histórico no carnaval de BH, compondo o carro de som da Bem-Te-Vi ,no carnaval de  2010, também tem passagens por blocos caricatos e desde 2015 é o Interprete oficial da Imperavi de Ouros é também um dos interpretes da nova geração dos desfiles , e um dos mais novos da avenida. 

Guilherme também ganhou alguns concursos de samba da escola, e é novamente a grande aposta para o canto da Imperavi, que desfila em 2019 cantando o enredo “ A Saga de Uma Imperavi, Mergulhada no encontro das Águas” 

Read more »

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Blocos que não conseguiram financiamento da PBH saem em busca de recursos


Fotos, Matéria - PORTAL UAI 


Pelo menos 154 blocos disputam os R$ 600 mil que serão entregues a 96 deles pela PBH para auxiliar nos desfiles. Lista sai na semana que vem. Quem está de fora já procura outras fontes


Expectativa de 4 milhões de foliões, 590 blocos 

cadastrados, 700 desfiles e a promessa do maior carnaval visto na capital mineira. Os preparativos estão a todo vapor. Enquanto os foliões já começam a pensar em fantasias, os blocos se preocupam com os recursos para fazer a festa acontecer. Para impulsionar as finanças deles, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Belotur, abriu o edital de subvenção, já em andamento e que entra em etapa decisiva na próxima semana. No dia 4, foi divulgado o resultado da habilitação jurídica dos blocos inscritos. E como o período de recursos foi finalizado na quarta-feira, as expectativas dos blocos para saber se o dinheiro vai sair só aumentam. Para os que não conseguiram o auxílio e decidiram não recorrer, o jeito é contar com os financiamentos coletivos. Este ano, os recursos do município serão destinados a 96 blocos, 16 a mais do que no carnaval do ano passado. O valor total da subvenção é de R$ 600 mil – R$ 200 mil a mais em relação ao ano passado, divididos em quatro categorias, nos valores de R$ 10 mil; R$ 7 mil; R$ 5 mil e R$ 3 mil. 

De acordo com a administração municipal, 200 blocos se candidataram a receber os recursos e 154 passaram na habilitação jurídica. “A primeira etapa é feita por meio da entrega de documentos. Posteriormente, a classificação será apurada por comissão, que avaliará e pontuará os blocos de acordo com critérios previstos no edital. Serão 96 blocos contemplados e o resultado será publicado no Diário Oficial do Município (DOM) na semana que vem”, explicou Gilberto Castro, diretor de eventos da Belotur. No ato da inscrição, o representante do bloco indicou a qual categoria desejava concorrer, de acordo com sua necessidade. O objetivo é proporcionar aos blocos a oportunidade de melhorar a estrutura para ensaios, aprimorar a qualidade do som e a segurança oferecida ao público e aos turistas que acompanharem seu cortejo. No ano passado, foram fornecidos R$ 400 mil para 80 blocos: “Por conta do crescimento do carnaval, a necessidade de estrutura dos blocos é maior agora”, afirma. 

Um dos habitados na primeira fase do processo, o Bloco Afro Angola Janga conta os dias para o resultado final. “Estamos aguardando ansiosos o resultado, uma vez que a verba é essencial para ajudar nas contas. O Angola se cadastrou na categoria A (R$ 10 mil), visto que tem crescido muito desde seu primeiro ano”, contou Nayara Garófalo, cofundadora do bloco. Segundo ela, a questão financeira é um problema para a maioria dos blocos de BH e a falta de verba deverá tirar alguns da rua este ano. “Arrecadar a mesma verba que outros blocos é incompatível com nossa forma de trabalho, já que realizamos ações sociais. Por exemplo, não cobramos ingresso em ensaios nem mensalidades de integrantes e vendemos camisas e figurinos do cortejo a preço de custo”, explicou. Dessa forma, arrecadar dinheiro para o cortejo é uma tarefa “complexa” e o dinheiro da subvenção é um “pequeno respiro” nas contas. “Mas essencial para o nosso planejamento”, completou. 

Entretanto, Nayara avalia que o mercado de BH se atualizou em valores e o edital não. “O movimento de blocos de rua trouxe grande investimento de patrocinadores para a cidade, bem como turistas e movimentação financeira e muito pouco é revertido para os blocos”, afirmou. Para ela, embora esteja aumentando ano a ano e contemplando mais blocos, esse repasse precisa ainda ser mais equilibrado. “Além do mais, o número de blocos que recebem o dinheiro e os valores são muito pequenos”, diz. 

CONTRAPARTIDA Apesar da crítica sobre os valores, Nayara destaca que o processo de financiamento tem se aperfeiçoado ao longo dos anos, especificamente na questão do retorno social dos blocos. Neste ano, o edital lançado pela prefeitura trouxe uma novidade: exigirá pela primeira vez uma contrapartida dos blocos contemplados com os recursos. Como compensação social, os beneficiados se comprometem a oferecer gratuitamente um cortejo, um show, uma oficina de percussão ou qualquer outra atividade relacionada ao carnaval. Essa compensação deverá ser realizada durante ações de cidadania promovidas pela Secretaria de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. 

Puderam participar da disputa pelos recursos pessoas físicas maiores de 18 anos e moradoras de Belo Horizonte, ou pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, com sede e foro em BH e que tenham como finalidade atividades de cunho artístico ou cultural. Dos 200 cadastrados, 46 foram inabilitados. Entre os problemas estava a falta de certidão de débitos trabalhistas e de cópia de CPF. “O processo de cadastro é muito tranquilo. É o terceiro ano e os mesmos requerimentos. A falta de documentos foi o maior motivo de inabilitação. Mas todos tiveram o prazo de três dias para entrar com recursos. Outros não conseguiram porque perderam o prazo”, explicou o diretor de eventos.

Em busca da ajuda dos foliões


Seis blocos fizeram a inscrição fora do período do edital. O tradicional Beiço do Wando foi um dos que tiveram o cadastro indeferido por esse motivo. “Em um primeiro momento, a gente não ia participar do edital. Preferimos fechar outro tipo de patrocínio, por questões ideológicas do bloco. E estávamos com um patrocínio particular para fazer carnaval. Estava quase certo, mas não foi pra frente, nas vésperas do fim do prazo para inscrição dado pelo edital. Tivemos que correr, mas nos atrasamos e perdemos”, contou o organizador do bloco, Rodrigo Zavagli. 

Mas para tudo tem um jeito e o bloco, que já arrasta cerca de 30 mil pessoas, vai sair: “Estamos nos virando pra fazer dinheiro e contando com público grande nos ensaios abertos e com ingressos esgotados. Estamos ainda negociando patrocínio”. Ele acredita que o auxílio financeiro da prefeitura é mais essencial para os blocos menores. “Nós, que somos um bloco maior, temos maior visibilidade. É importante dar acesso a eles e fazer um carnaval democrático”, completou. Para ajudar nas despesas, o bloco já coloca sua marca nas ruas. Vendendo itens como camisas, bonés e chinelos, integrantes como Laila Rodrigues, Vitor Monks e Karol Braga dão uma força na preparação da festa.

O Bloco Arrasta Favela não desistiu e entrou com recurso, como outros quatro na mesma situação. Não foi possível conseguir a regularidade fiscal no âmbito federal com o documento apresentado. Álvaro Zulú, gestor responsável pelo bloco, não perdeu a esperança de colocar o batuque na rua pelo terceiro ano e fez críticas ao processo de seleção.

FINANCIAMENTO COLETIVO
 Para quem não conta com o recurso, o financiamento coletivo é uma das formas de ajudar os blocos de carnaval a ir para a rua em 2019. De folião em folião, o dinheiro é arrecadado. No ano passado, por exemplo, o Então, Brilha! conseguiu colocar o bloco na rua com “crowfunding” pela plataforma Evoé. Com a planilha aberta, o bloco mostrou os gastos e explicou que precisava de R$ 50 mil para arcar com assessoria de imprensa (11%), decoração e enfeites (11%), custos da campanha (18%), equipamento de sonorização (40%), alimentação (6%) e diversos (14%). Este ano, está marcado o evento “Sonoriza”, na Serraria Souza Pinto, no Centro de BH, que une Então, Brilha!, Juventude Bronzeada, Havayanas Usadas, Bloco Garotas Solteiras, Pena de Pavão de Krishna (PPK) e Tchanzinho Zona Norte para arrecadar dinheiro.

FONTE :

https://www.uai.com.br/app/noticia/carnaval/2019/01/11/noticias-carnaval,239977/blocos-que-nao-conseguiram-financiamento-da-pbh-saem-em-busca-de-recur.shtml


Read more »

Belotur divulga lista de blocos que terão subvenção no Carnaval 2019



Foto: Divulgação PBH

Foto: Divulgação PBH

Créditos: PBH 

Belotur divulga lista de blocos que terão subvenção no Carnaval 2019

17/01/2019 | 17:54 | atualizado em 17/01/2019 | 20:01
O resultado do Edital de Subvenção para Blocos de Rua do Carnaval 2019, que contemplou 84 blocos entre os cerca de 200 cadastrados para concorrer ao auxílio financeiro, foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira, dia 16. O valor total da subvenção oferecida pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, é de R$ 564 mil, divididos em 4 categorias - nos valores de R$10 mil; R$ 7 mil; R$ 5 mil e R$ 3 mil.

O objetivo do auxílio financeiro é apoiar a produção e operação dos desfiles, melhorando a qualidade e estrutura dos blocos de rua, um dos grandes responsáveis pelo sucesso do Carnaval de Belo Horizonte e atração de milhares de foliões para a capital durante os dias de festa. A subvenção poderá ser investida no aprimoramento dos desfiles, por meio do pagamento de serviços de sonorização, contratação de músicos, técnicos de som, produtores, seguranças e brigadistas. Este ano, o Edital de Subvenção previu também a possibilidade de utilização do recurso para financiar o aluguel de espaços onde são realizados ensaios e oficinas para os desfiles.


Contrapartida

Pela primeira vez desde que foi criado o Edital de Subvenção, os blocos contemplados se comprometeram no momento da inscrição a realizar uma contrapartida social, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania. A compensação poderá ocorrer na forma de um cortejo, show, oficina de percussão ou qualquer outra atividade relacionada ao carnaval durante ações de cidadania junto a públicos menos representados.


Selecionados

Confira os 84 blocos contemplados com a subvenção da Belotur por ordem de pontuação em cada categoria:

CATEGORIA A
SEU VIZINHO
BLOCO AFRO ANGOLA JANGA
BLOCO AFRO MAGIA NEGRA
AFOXÉ BANDARERÊ
RODA DE TIMBAU
ALÔ ABACAXI
ARRASTA BLOCO DE FAVELA
HAVAYANAS USADAS
PENA DE PAVÃO DE KRISHNA
TAMBORINS TANTÃS
BAIANAS OZADAS
JUVENTUDE BRONZEADA
BLOCO PISA NA FULÔ
FANFARRA FEMININA SAGRADA PROFANA
CARNAFLORA
PADECENDO NO PARAÍSO
TCHANZINHO ZONA NORTE
TRANSBORDA
SEXTA NINGUÉM SABE?
XIBIU
GAROTA EU VOU PRA CALIFÓRNIA
BLOCO BACANA DEMAIS
UNIDOS DO SAMBA QUEIXINHO
DIVINA BANDA

CATEGORIA B
VOU ALI E VOLTO
TAPA DA MINA
FÚNEBRE
GATO ESCALDADO
CARANGUEJO
BLOCO DO SUSTENIDO
BLOCO DA FOFOCA
AFOXÉ ILÊ ODARA
MIOLO MOLE
US BEETHOVEN
PATA LEÃO
TRUCK DO DESEJO
BLOCO DA BICICLETINHA
BLOCO BADADAN BANDA DE RUA
NÃO ACREDITO QUE TE BEIJEI
FILHOS DA PUC
BRUTA FLOR
UBLOCO
BLOCO DO GOLO
BLOCO TREM NA CABEÇA
SAGRADA FOLIA
BATUQUE COLETIVO
ACORDA AMOR
TODO MUNDO CABE NO MUNDO

CATEGORIA C
BLOCO ENCHE MEU COPO
BLOCO DO BIGODE
LUA DE CRIXTAL
APAETUCADA
GAMBÁNAGAMBOA
JAM DIRA CARNAROCK
MIENTRAS DURA
BLOCO DURO
ESTAGIÁRIOS BRAS
ABRE QUE TÔ PASSANÚ
BLOCO DO INDIO ROQUEIRO
FUI POBRE MAS NEM LEMBRO
BLOCO DA PERUCA
BLOCO SHOW
PUTZ GRILA
BLOCO CSH
BLOCO PINTO NO LIXO
BLOCO DAQUELE JEITO
BLOCO DO PIPIXO
BLOCO DA FAMÍLIA
BLOCO MAGALHÃES
DE SEU BENTO A DONA LÚCIA
MEXIANA
BLOCO BANDULINO

CATEGORIA D
BLOQUINHO
LAVÔ TÁ NOVO
TREM DU BÃO
COM SAGRADOS
BLOCO DO CACHORRÃO
ME BEBE QUE SOU CERVEJEIRO
TIOZÕES DO PAGODE
CIRCULADÔ
BLOCO ARRIBA
BLOCO SANTOS E SANTAS
BLOCO DO SÔ JÃO
BLOCO INTERVALO

Read more »

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

O CARNAVAL DE BH VAI DESCER REDONDO. Skol é a primeira patrocinadora anunciada do Carnaval de Belo Horizonte 2019

Imagem: Internet - Carnaval 2018 BH 

Skol é a primeira patrocinadora anunciada do Carnaval de Belo Horizonte 2019

Marca foi apresentada pela Do Brasil, empresa que venceu o Edital de Patrocínio lançado em setembro do ano passado

O Carnaval de Belo Horizonte 2019 já tem seu primeiro patrocinador confirmado. A cervejaria Skol assinará a chancela de patrocinadora master, tornando-se parceira da folia belo-horizontina pelo sexto ano consecutivo. A marca foi anunciada pela Do Brasil Projetos e Eventos, empresa vencedora do Edital de Patrocínio do Carnaval 2019/2020. Mais cinco marcas ainda podem ser ativadas como patrocinadoras do biênio.

A proposta vencedora do edital, oferecida pela Do Brasil, foi de R$ 10,5 milhões em verba direta, sendo R$ 4,5 milhões para 2019 e R$ 6 milhões para 2020, além de planilhas de estruturas e serviços no valor de R$ 8.331,721,50 para cada ano. A soma do patrocínio nos dois anos chega a R$ 27,16 milhões, o que gera uma economia significativa nos investimentos por parte da Prefeitura.

Diretor de Eventos da Belotur, Gilberto Castro explica que a parceria estabelecida possibilita que a equipe da Belotur trabalhe no planejamento e execução do Carnaval com muito mais antecedência e tranquilidade. “A logística do Carnaval não é uma coisa simples. Ter uma empresa operando dois anos seguidos otimiza o processo porque ela adquire uma expertise específica sobre o evento, potencializando sua entrega ao poder público. Dessa forma, a Belotur consegue se dedicar mais à melhoria da estrutura para blocos de rua, escolas de samba e blocos caricatos, além de poder trabalhar o Carnaval como um produto turístico. A partir do momento que dominamos melhor o operacional, podemos ser mais estratégicos”, finaliza Castro.

Read more »

PBH convoca ambulantes cadastrados para retirada de credenciais

Foto: Então Brilha - Criatura Estúdio 

PBH convoca ambulantes cadastrados para retirada de credenciais


Créditos: Belotur 
Sexta-feira, 18 Janeiro, 2019
por: Ascom

Mais de 13 mil pessoas se inscreveram para trabalhar no Carnaval, número que significa um aumento de 36% em relação ao ano passado

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur e da Secretaria Municipal de Política Urbana, definiu o período de 6 a 10 de fevereiro para entrega das credenciais aos ambulantes que se cadastraram para trabalhar durante o período oficial do Carnaval de Belo Horizonte 2019. No momento da entrega, também será realizado um treinamento com orientações sobre as regras para atividade comercial nos dias de folia. A retirada das credenciais ocorrerá no horário das 8 às 17h, no Largo da Saideira (avenida Cristiano Machado, 3450, bairro União). Confira a convocatória publicada no Diário Oficial do Município, no portal da Prefeitura.
Os ambulantes cadastrados podem comparecer em qualquer um dos dias do período de credenciamento para a retirada do documento. O atendimento será feito por ordem de chegada, mediante apresentação do número de protocolo entregue na inscrição e de documento original com foto, sendo este último indispensável. Caso o ambulante não possa comparecer em nenhum dos dias, poderá enviar um representante, desde que a pessoa esteja portando documentos originais de ambos.
A credencial, pessoal e intransferível, dá ao ambulante o direito de circular pelos desfiles de Blocos de Rua, desde que o profissional respeite as normas descritas no edital de chamamento, divulgado em 22 de novembro de 2018. Entre as regras exigidas para exercício da atividade, está a proibição de venda de alimentos, bebidas fracionadas e em recipientes de vidro.
Assim como nas edições anteriores, a expectativa da Belotur é de que o credenciamento contribua para a movimentação financeira da capital durante o Carnaval, além de ser uma oportunidade de geração de renda para as famílias dos ambulantes.

Perfil dos ambulantes cadastrados
A PBH cadastrou 13.114 pessoas para trabalhar como ambulante no Carnaval 2019, um número 36% maior que o do ano passado, quando 9.618 foram cadastrados. Em relação ao gênero, homens representam 52,9% dos cadastrados, enquanto as mulheres são 45,9% do total de 2019. A faixa etária com maior representatividade entre os ambulantes vai de 30 a 59 anos, com 64,3%, seguida do intervalo de 18 a 29 anos, com 29,4%. Os trabalhadores com mais de 60 anos compõem apenas 6,3% dos cadastros.
Quanto à escolaridade, a grande maioria dos cadastrados - cerca de 5.500 - possui o ensino médio completo, enquanto quase 3.000 não completaram o ensino fundamental. Aqueles que frequentaram o ensino superior representam menos de 2.000 dos ambulantes que irão trabalhar no Carnaval 2019.

Read more »