BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH . FUNDADO EM 2004

BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH . FUNDADO EM 2004
BLOG CARNAVAL BH. O CARNAVAL DA NOSSA BH FUNDADO EM NOVEMBRO DE 2004.10 ANOS DE FOLIA VIRTUAL LEVANDO O SAMBA DE BH ATÉ DENTRO DA CASA DOS SAMBISTAS. AQUI PEDIMOS PASSAGEM, A PRESERVAÇÃO DA NOSSA HISTÓRIA

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Em busca do Tetra Campeonato, Canto da Alvorada lança seu enredo de 2014


Em busca do tetra a tradicional verde e branco, faz do "verde" sua inspiração, com o enredo "Quem Ama Preserva. Luta pela vida e Faz o Verde Acontecer" a Canto da Alvorada pretende se apresentar no carnaval de 2014. Um grito de alerta pela preservação ambiental lembrando a humanidade que o futuro só depende de nós. O enredo é desenvolvido pela Diretora de Carnaval da escola Maria Elisa Moraes.

Conheça a Sinopse :

G.R.E.S. CANTO DA ALVORADA
CARNAVAL 2014

QUEM AMA PRESERVA, LUTA PELA VIDA,
E FAZ O VERDE ACONTECER.

SINOPSE

            Na mitologia grega, Gaia era a deusa da Terra e mãe de todos os seres vivos e representava a suprema deusa dos deuses, uma criatura poderosa e onipresente que simbolizava o poder matriarcal da Natureza. Como sendo Terra, é o nosso habitat, é Terra viva, é riqueza, é um ser vivo.
            Ela possuía múltiplas conexões com os quatro elementos, o Fogo, o Ar, a Água, e a Terra e nos mostrou que tudo está ligado a tudo. Assim, o que acontecer à Gaia, o que acontecer a Terra, também afeta os filhos da Terra; pois Terra é qualificada como uma entidade ecológica viva que cria as condições para a sua própria sobrevivência e essa realidade precisa ser encarada.
Gaia age como uma mãe que acalenta os filhos, mas é cruel com os transgressores, mesmo que seja seu próprio filho.
Infelizmente, o homem tem demonstrado uma dificuldade grande de viver em harmonia. As espécies animais e vegetais sempre foram vítimas da violência e degradação proporcionadas pelo ser humano.  A ganância e o desrespeito sempre foram constantes na relação entre homem e natureza. Precisamos que a população do mundo sinta o perigo real e presente e que se mobilize de forma espontânea promovendo, generosamente, uma retirada ordeira e sustentável para um mundo melhor; pois o meio ambiente está em evidência e estamos diante de um problema global.
Olhando o ecossistema, vemos que com o aumento da população humana, cada vez mais o centro urbano tem encontrado dificuldades em conseguir locais para instalar depósitos de lixo. Portanto, a reciclagem apresenta-se como uma solução viável economicamente, além de ser ambientalmente correta.


A degradação das terras, os acúmulos de resíduos, os dejetos químicos industriais, a mineração sem controle, o esgotamento dos recursos, a tecnologia com seus inúmeros abusos, as vastas mudanças climáticas, o uso da água de forma irracional, a queima dos combustíveis fósseis, que despejam na atmosfera das cidades industriais toneladas de poluentes, constituem uma ameaça ao bem estar humano que precisa conviver com todos os prejuízos advindos do “progresso”.
Fruto dessa poluição, a chuva ácida mata plantas, animais e corrói com o tempo tudo que vê pela frente.
O clima também é afetado pela poluição do ar. O fenômeno do efeito estufa está aumentando a temperatura em nosso planeta e o aquecimento global está ocorrendo em função do aumento de emissão de gases poluentes.
O desmatamento e a queima de florestas e matas também colaboram para esse processo; e o equilíbrio ecológico do planeta se encontra justamente nas matas e florestas.
A adoção de ações de sustentabilidade garante a médio e em longo prazo um planeta em boas condições para o desenvolvimento das diversas formas de vida, inclusive a humana. Garantem os recursos naturais necessários para as próximas gerações, possibilitando uma boa qualidade de vida.
Se o homem souber utilizar os recursos da natureza, poderemos ter, muito em breve, um mundo mais limpo e mais desenvolvido. Desta forma poderemos conquistar o tão sonhado desenvolvimento sustentável do planeta.
O Canto da Alvorada, escola verde e branco, que defende o verde desde as cores de sua bandeira, faz, neste carnaval, uma viagem ao centro da destruição, em busca de recuperação, levando a avenida um discurso verde, um exemplo de vida verde, com a esperança de conscientizar as pessoas da necessidade de se tomar ações rápidas para proteger a humanidade da extinção.

 Vamos travar uma batalha ideológica, sem armas letais. Pois quem ama preserva, luta pela vida e faz a vida acontecer!

14 comentários:

  • mariano says:
    19 de novembro de 2013 17:08

    primeira vez que posto comentários no blog acho legal o trabalho em prol do carnaval de Belo horizonte.Dos temas ate agora este é o melhor. agora veremos no desfile.

  • Rui says:
    20 de novembro de 2013 03:50

    Também concordo que este tema até agora é o melhor. Parabéns Canto da Alvorada

  • Silvio says:
    20 de novembro de 2013 06:09

    materia bem feita e bem escrita, mas tanbem o dono do blog é da canto da alvorada e ainda tem uma mini alvoradinha pra render mais. vou ser estraga praser a mini alvoradinha ja ta trabalhando e esta com tudo do ano passado da canto vai reeditar a pintora com forma de quadrilha, ja a Alvorada ta prometendo supresas mas ja sei que o que tentaram nao vai da certo. Enredo que a venda nova ja fez não achei isto tudo nao.

  • Felipe Diniz says:
    20 de novembro de 2013 06:29

    Ola "Silvio" tudo bem? Sim sou o dono do Blog, sim estou com a Canto da Alvorada , e sim fundei Força Real.
    Ano passado este assunto de ir com as fantasias do outro ano da canto surgiu aqui ( existem fotos e videos da força real na net)te dou um doce se achar alguma fantasia da canto por lá.

    Nosso barracão é ao lado da minha casa, você está convidado a vir conhecer e ver o que já fizemos durante o ano, as portas estão abertas só fico triste pq vc não vai achar nem uma fantasia da Canto estre as fantasias da Força Real (sera frustrante para você)

    Mas venha rápido para você não ficar por ai falando asneira com quem não tem o que fazer, até pq a "trupe dos desocupados do carnaval" já caiu e o negocio é trabalhar muito durante o ano e a Força Real faz isto. Estou te esperando desde o ano passado mas você deve morar muito longe daqui né, pois ate hoje não chegou. Alias SILVIO se é este seu nome ...

    O importante é seguir com a consciência limpa de que os trabalhos de uma comunidade não serão afetados por aqueles que se quer sabem falar (Nome colocação e enredo de suas escolas)

    Quanto a nossa MADRINHA Canto da Alvorada, ela sabe que pode contar com a Força Real a hora que precisar, pois quando precisamos foi a UNICA a nos estender as mãos... Boa sorte com sua escola em 2014.

    Att:

    Felipe Diniz Marinho
    Presidente Força Real
    Obrigado

  • Sonia says:
    20 de novembro de 2013 06:35

    Quanta maldade gente. Com a verba que as escolas ganham não dá nem para fazer carnaval. Se uma escola ajuda a outra que linda forma de contribuir, isso é muito válido. o que não pode é fazer igual Bem te vi que comprou de são Paulo ate enredo e colocou igual na avenida. O enredo da canto da alvorada esta muito bom e se venda nova também já fez é porque o tema merece atenção. O que esperamos é que cada escola desenvolva seu enredo da melhor forma e condição que tiver. BH só tem a ganhar

  • Sonia says:
    20 de novembro de 2013 11:22

    Gente como esse Sílvio não ajuda em nada no carnaval. Parabéns Canto da ALvorada pelo enredo, sinopse muito bem escrita. Espero que a escola coloque na avenida um carnaval bonito, com principio, meio e fim. Se o enredo já foi usado por Venda Nova cabe a Canto da Alvorada tentar fazer igual ou melhor e pelo que vi aqui o enredo não é nada igual ao que foi apresentado na sinopse da Venda Nova nos anos passados. Se não podemos ajudar não vamos criticar.

  • Eustaquio says:
    20 de novembro de 2013 11:23

    Lá vem a polêmica Canto da Alvorada, tadinha, tao criticada, que trabalha calada e na avenida arraza geral...
    Com esse enredo lá vem um TETRA.

  • Henrique says:
    21 de novembro de 2013 03:14

    Achei fraco o enredo até agora o melhor é cidade jardim

  • Anônimo says:
    21 de novembro de 2013 03:23

    Ano que vem vou fotografar todas as alas e carros alegóricos de todas as escolas em busca de fantasias usadas que vieram de fora ou que já passaram pela avenida aqui em belo horizonte mesmo. Júlio César

  • Sônia says:
    22 de novembro de 2013 03:58

    Julio Cesar, com a verba que as escolas de belo horizonte ganham, não há menor possibilidade delas confeccionarem suas próprias fantasias. É normal em todos os estados o reaproveitamento de fantasias e alegorias. as próprias escolas do grupa A e B do RJ fazem isso, Vitoria, São Paulo também, porque criticar as escolas de BH. O que não pode é pegar tudo igualzinho e colocar na avenida com Chame Chame já vez e Bem te vi ano passado. Não condeno os presidentes daqui fazerem isso, porque esta sendo a única forma encontrada de colocar brilho, alegria e luxo em Belo Horizonte, tentam a todo custo fazer o melhor por essa cidade e penso que isso é uma forma de respeitar o publico que esta aqui, que não tem condição de sair, que fica aqui em busca de realizar um sonho de estar perto do carnaval, de acompanhar de perto. Imagine que decepção e frustração para aqueles que ficam ao assistirem o desfile da nossa cidade verem coisas horrorosas porque a verba dada pelas escolas faltando uma semana para o carnaval não dá para fazer nada. Atitudes como essa acabam com o carnaval daqui e os presidentes de todas as escolas sozinhos, sem ajuda de ninguém brigam para que o carnaval não acabe, trabalham para colocar beleza na avenida, nem que sejam a base de restauração de material usado de outras escolas, pratica normal em qualquer lugar.
    O dia que os presidentes das escolas de samba e seus diretores e componentes forem realmente respeitados pelo poder publico de Bh, quando eles juntos acreditarem que BH poderá ter sim um excelente carnaval e melhorar a verba, o incentivo para as escolas de samba ai sim, ninguém mais precisara comprar restos de escolas de samba para fazer um carnaval digno.
    Mude sua opinião, junte-se a minoria que quer ajudar a reconstruir o carnaval de BH, não seja mau, não seja mais um que quer se juntar aos bandos que so pretendem destruir o que uma minoria tenta reconstruir.
    Minas já deu fortuna para mangueira falar dela porque não podem investir aqui.

  • Rui says:
    22 de novembro de 2013 03:59

    Gostei do enredo, tema super atual e preocupante, acho que será um bom desfile.

  • Lucas says:
    23 de novembro de 2013 03:54

    Força rel pelo video nao tem nada mesmo, mas se tiver qual o problema, Bem ti vi trouxe carnaval pronto de são paulo, ate com coreografia de comissao de frente ja feita e samba parecido, canto ja usou um robo feito no rio, chame chame comprava tudo e punha na avenida acho que é o tipico topico que vem pra destruir e nap para somar.

    Comentando a noticia.

    Canto da Alvorada tem um belo enredo, a preservasao é sempre um tema amplo

  • Eustaquio says:
    26 de novembro de 2013 02:44

    Parabéns a escola pelo enredo. Sinal que preocupa em passar uma mensagem boa e não só carnaval. Tema muito rico.
    Parabenizo a Sônia por sua colocação. Realmente enquanto não tiver apoio as escolas vão precisar adotar essa pratica.
    Força Real se vier com restos de canto da alvorada e modificar na avenida é sinal que tem capacidade de reaproveitar e é uma escola de promessa futura

  • fabi says:
    27 de janeiro de 2014 17:30

    Fotografar?Para quê? Julio Cesar por um acaso na avenida terão pessoas para fazer isto,acho que teram jurados lá.E outra se terão fantasias reaproveitadas não é o problema,melhor assim reciclar ou colabore com as escolas e blocos.